Pollyana Quintella é curadora assistente do Museu de Arte do Rio, pesquisadora independente e colunista da Revista Pessoa. Formou-se em História da Arte pela UFRJ e é mestre em Arte e Cultura Contemporânea pela UERJ, com pesquisa sobre Mário Pedrosa. Atuou na equipe de curadoria da Casa França-Brasil, foi coeditora da revista USINA e colunista do jornal Agulha. Curou exposições em instituições e espaços independentes no Rio e em São Paulo. 

Maria Alejandra Gatti é curadora, mestre em escrita criativa (UNTREF) e bacharel em artes visuais (UBA). Como curadora e editora, desenvolve projetos que articulam as artes visuais e a escrita. Co-dirige a (meta) plataforma Ninfas de práticas editoriais-curatoriais, colabora na equipe curatorial do Parque da Memória-Monumento a Vítimas de Terrorismo de Estado em Buenos Aires e faz parte do comitê editorial da Revista Gualichos do Centro Cultural Paco Urondo, Faculdade de Filosofia e Letras, Universidade de Buenos Aires.

Daniela Labra é curadora de artes visuais e crítica de arte. Pós-doutora pela ECO/UFRJ com bolsa PDJ/ CNPq com o projeto interdisciplinar Depois do Futuro: Ruínas e reinvenções da Modernidade nas artes contemporâneas (2014-2016). Doutora em História e Crítica da Arte pelo PPGAV EBA-UFRJ, com a tese: Legitimação internacional da Arte Brasileira, análise de um percurso: 1940-2010. Vencedora do Prêmio Gilberto Velho de Teses da UFRJ 2015, na área de Letras e Artes. Desenvolve projetos de curadoria, escrita crítica e pesquisa na área de Artes Visuais, atuando principalmente nos temas: arte brasileira, processos estéticos latinoamericanos, teoria descolonial, performance arte, performatividade, arte e política. Professora de Teoria da Arte e História na EAV Parque Lage, Rio de Janeiro (2010-2016). Crítica de artes plásticas no Jornal O Globo (2014-2016). Professora dos cursos Curating Performance Art e Art and Politics, no Node Curatorial Studies Online (2018).  Curadora da Frestas Trienal 2017: Entre Pós-Verdades e Acontecimentos, SESC Sorocaba, São Paulo. Reside e trabalha entre Rio de Janeiro e Berlim.

Realização e Produção

Kiki Mazzucchelli é curadora independente, editora e escritora. É autora de diversos ensaios e publicações com foco em artistas da América Latina, desde 2017 dirige o espaço independente Kupfer, em Londres, cuja programação é voltada para artistas que ainda não tiveram visibilidade no circuito local.  Em 2017, fundou (junto com Alessandra Ferrari) a residência para artistas brasileiros no Gasworks, em Londres, que anualmente contempla um artista radicado no Brasil para uma estadia de três meses em Londres. É membro do conselho do Prêmio Pipa desde 2017 e participa regularmente de júris como Via Arts Prize (Embaixada do Brasil em Londres/ Itaú, 2018) e Amalgama (Promoting Latin American female artists in the UK, 2020). 

Cristiana Tejo é curadora independente, doutora em Sociologia (UFPE) e pesquisadora do projeto Artists and Radical Education in Latin America: 1960s and 1970s.
É pesquisadora do Instituto de História da Arte da Universidade Nova de Lisboa e dedica-se a projetos que visam o intercâmbio internacional entre o Brasil e o Exterior, a profissionalização dos artistas o campo da curadoria de arte no Brasil.

Iara Pimenta é curadora independente e se interessa em cruzamentos entre arte e arquitetura. Seus projetos investigam relações entre espaço, história e cultura, refletem sobre perspectivas que questionam memórias e imaginários coletivos. Com experiências na elaboração e planejamento de exposições, Iara já trabalhou em galerias e organizações como a Carbono Galeria (São Paulo) e a Storefront for Art and Architecture (Nova Iorque). Estudou Arquitetura e Urbanismo na Universidade de São Paulo e possui um mestrado em Crítica e Curadoria de Arquitetura pela Columbia University em Nova Iorque. 

Isabella Lenzi é crítica de arte, curadora, editora e pesquisadora. Arquiteta e urbanista formada pela Universidade de São Paulo e pela Universidade do Porto, Portugal. Mestre em Museologia pela USP, também possui um MA em Museum Studies pela University College of London (UCL) e em fotografia pela Universitat Pompeu Fabra, Barcelona. Dirigiu por sete anos (2013-2019) o espaço cultural do Consulado Geral de Portugal em São Paulo / Camões I.P. Integrou o núcleo de programação da Associação Cultural Videobrasil (2013-2015). Trabalhou como assistente de curadoria de Agnaldo Farias na XI Bienal de Cuenca, no Equador (2011-2012) e pesquisadora/assistente de curadoria na Whitechapel Gallery, em Londres (2017).  Atuou como conservadora de artes plásticas e coordenadora de exposições na Fundación MAPFRE (2020) e atualmente é pesquisadora de arte latino-americana no Departamento de Colecciones do Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía – MNCARS. 

15/08

Agosto/Dezembro

SEMESTRE 1 - ONLINE


Eixo 1 (Circuitos Internacionais)

 

Datas
Lisboa 15/08
Berlim 29/08
Buenos Aires 12/09
Londres 26/09
Nova York 10/10
Madrid 24/10

Carga Horária Total: 12h

Dois sábados no mês,
das 10:30 às 12:30h


Eixo 2 (Pesquisas Artísticas)

com Pollyana Quintella

Datas
Novembro
05/11 e 19/11
Dezembro
03/12 e 10/12

Carga Horária Total: 12h
 

Duas quintas do mês,
das 18:30 às 21:30h

////



VAGAS LIMITADAS

Encontros ONLINE
via Google Meet

 

 

 

Entre em contato para inscrição nos informando brevemente como os encontros poderão colaborar para sua pesquisa e profissionalmente.




Rede de Apoio 
A cada inscrição e mensalidade para todos nossos encontros/cursos, a Assemblage doará R$ 10,00 para nosso Fundo de Apoio ao Atendimento Clínico para Imigrantes e Refugiados na atual condição de isolamento e sem meios de contato online.

 


 

 

 

© 2020 por Assemblage Produtora 
ID visual por Ingrid Bittar/Renan Salotto - 2014

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
  • Vimeo ícone social